quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Toyota Etios




Por mais que segmentos superiores crescam, o de compactos ainda lidera o ranking dos mais vendidos no Brasil. Sendo assim, a Toyota finalmente lançará o Etios, marcado para o segundo semestre de 2012. Poderia ser antes, porém a fábrica de Sorocaba ainda não está pronta.





A primeira vista, um Logan japonês. Tanto no visual quanto na proposta de ser um compacto de medidas generosas , o sedã corre o risco de ser facilmente confudido com o sedã francês. É inevitável compará-los.





Como concorrentes, temos (além do Logan já citado) o Nissan Versa e o Chevrolet Cobalt. Motorização? Pode-se considerar o 1.5 16V que o equipa na índia, produzindo 90cv e 13,46Kgfm de torque. Por aqui será flex, mas a potência ainda não foi divulgada e a julgar pela calibragem dos Flex da Toyota, é bem capaz que seja mais potente.





Preços? Uma incógnita, em se tratar dos concorrentes terem preços competitivos (para o Brasil), daí a Toyota tem duas escolhas: Ou entra de sola brigando por uma boa posição, com preço na faixa da concorrência ou aproveita de sua boa reputação para pedir um preço mais alto (por volta de R$42 mil ou até mais) podendo brigar até com New Fiesta e Fit, o que não é nada impossível. Lembre-se que estamos no Brasil…












Segundo a Toyota, o interior da versão indiana (acima) não agradou nas pesquisas e estão desenvolvendo um novo.
Já o porta-malas é imenso: 595 litros. Sim, maior que o de Corolla, Vectra, Civic e inclusive o Cobalt, que possui 563L. Por quê sedãs maiores não conseguem ter um porta malas tão grande? Design, somente?






O teto “irrugadinho” parece ser uma tendência, iniciada pelo Nissan March e Versa por aqui. Permite o uso de chapas mais finas com uma boa resistência torcional, proporcionando economia de custos e peso também.



Não vamos nos esquecer do hatch, chamado de “Etios Liva” na Índia, onde ambos foram lançados primeiro.
Em relação ao sedã, além da óbvia perda no tamanho do porta-malas, há perda no desempenho também: Ele é vendido somente com motor 1.2 16V de 80cv, que apesar de ter 10cv a menos, tem 10,6kgfm, uma expressiva diferença de quase 3kgfm em relação ao 1.5.
Versão 1.0? Pouco provável, visto que a participação de motores 1.0 vem caindo ano após ano e pela faixa de preço que provavelmente estarão, pode não ser coerente com a proposta. Mas se considerarmos que o March tem uma versão 1.0 por menos de R$30 mil… Não chega a ser impossível!
A Toyota tem a faca e o queijo na mão: Um produto que apesar do visual conservador e bastante parecido com o Logan, possui qualidades que sobrepõem isso, como a própria qualidade Toyota e a imagem “premium” da marca por aqui. Uma precificação agressiva pode tornar o Etios um divisor de águas no segmento e levar a Toyota a uma posição de prestígio ao pressionar marcas líderes de mercado e seus representantes, que conhecem bem o solo e o consumidor brasileiro. Como também, a favor de uma margem de lucro mais elevada e evitar o risco de sobrecarregar a nova fábrica (normalmente começam com baixa capacidade de produção), eles podem elevar o Etios a mesma categoria do New Fiesta, Honda Fit/City, etc.
O desfecho dessa história? Só o tempo nos dirá… Enquanto isso, fique com o vídeo de lançamento do conceito Etios, na Índia:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário